ILPF Sintrópico


O que é bom pode melhorar. Faça a evolução do ILPF através dos princípios sintrópicos. 
A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta é o maior avanço do setor produtivo convencional. Fornece um microclima mais ameno, com sombra para os animais, quebra vento, tudo com aumento de rentabilidade pela engorda e saúde do rebanho, e pela diversificação de renda, agregando o componente agrícola e florestal.  
Acreditamos que o papel do ser humano é buscar constante aprimoramento de nós mesmos, dos nossos trabalhos e do meio em que vivemos. Por isso, apostamos na agropecuária sintrópica para aperfeiçoar ainda mais a sua propriedade, dar mais rentabilidade ao seu bolso, e regenerar muito mais a natureza. Existem inúmeras vantagens, algumas delas são:

  • Sucessão de 3 ou mais espécies de madeiras de reflorestamento e nobres, lucro antecipado, tudo isso sem necessidade de aumento de área destinada ao componente florestal.
  • Pelo menos 3 espécies vegetais servidas a pasto, gerando autonomia em volumoso e em valor nutricional. 
  • Estratégias de manutenção da umidade no sistema, equilíbrio da quantidade de alimento a pasto no inverno. 
  • Saúde preventiva de enfoque sistêmico, melhoramento ambiental aliada ao melhoramento genético. Vamos plantar sua soja, seu eucalipto, seu pasto, criar seu rebanho no melhor ambiente para seu desenvolvimento e expressão do potencial genético.
  • Possibilidade de selo de boi verde e agregação de valor para mercado internacional e doméstico exigentes.
  • Estratégias de autonomia, visando a produção na propriedade de todos os nutrientes necessários para um rebanho saudável e rentável. 
  • Todo ano diminui a necessidade de insumos, pois a relação é de co-construção e regeneração. Ao utilizar a tecnologia do homem a favor dos mecanismos naturais, você coloca seus recursos na engrenagem do planeta, e recebe a abundância e generosidade da natureza em forma de produtividade e rentabilidade.
  • Inserção de biodiversidade funcional poucas vezes no sistema, pois ela se mantém no equilíbrio construído.
  • Utilização de até 400% de uma área, otimizando o espaço, gerando muito mais renda por m3. 
  • Apenas uma espécie de madeira dando lucro por ciclo;
  • Apenas uma espécie vegetal servida a pasto, necessitando a produção fora do pasto ou compra de insumos para complementação no cocho;
  • Muita mão de obra no período da seca ou emagrecimento dos animais;
  • Pragas, doenças, tecnologias caras e com efeito de duração curta, custos de insumos cada vez maiores, diminuindo a margem de lucro por hectare;
  • Acesso apenas ao mercado convencional e vulnerabilidade do produtor às relações de comércio exterior;
  • Dependência de insumos externos para os componentes energético, volumoso e demais nutrientes para a alimentação dos animais;
  • Todo ano aumenta a necessidade de utilização de insumos, pois a relação é de supressão das forças da natureza e substituição sintética do seu papel. O único recurso que se aproveita a engrenagem natural são as sementes, que coloca uma semente e colhe uma espiga ou algumas vagens;
  • Compra de inimigos naturais e microorganismos eficientes e probióticos a cada ciclo produtivo;
  • Utilização de 100% de uma área, a renda é por m2. 
Blog