Quantos tipos de agricultura existem?

Minhocas na cabeça
agosto 13, 2020
Agrofloresta e agricultura sintrópica são a mesma coisa?
agosto 13, 2020
Show all

© Greenpeace/ Rodrigo Baleia

No mestrado fiquei sabendo que existem vários tipos de agriculturas alternativas. Elas são advindas de diferentes épocas, em diferentes contextos. Tem a agricultura orgânica que iniciou com o Sir Albert Howard na Índia, a agricultura biodinâmica que foi difundida por Rudolf Steiner, na atual Polônia, agricultura biológica por Muller na Suíça, a agricultura natural que foi desenvolvida por Mokiti Okada no Japão. Estas diferentes agriculturas alternativas deram origem a inúmeras vertentes que se desdobram até os dias de hoje: agroecologia, agricultura sustentável, permacultura, agrofloresta, regenerativa, agricultura sintrópica, e assim por diante. 

Mais importante que eleger “a melhor agricultura alternativa” é entender os contextos os quais cada agricultura foi desenvolvida, os contextos econômico, cultural, social e ambiental. Como era a situação da natureza no local que foi iniciada aquele conjunto de práticas de agricultura alternativa? Estava muito degradada? Há quanto tempo? Como eram organizadas as comunidades dali? Elas estavam desconectadas da natureza? Há quanto tempo? É uma agricultura de trópicos ou de regiões temperadas, do hemisfério norte ou do sul?

E da mesma forma, é fundamental entender quais os contextos atuais de onde estamos, para comparar, avaliar e escolher a agricultura alternativa que mais faça sentido para nossa realidade. Sugerimos que sempre tenhamos em mente o fato de que estamos chegando nos limites do planeta, a “deadline” das mudanças climáticas que nossa sociedade “civilizada” e “moderna” produz.

Portanto, é muito importante que escolhamos um conjunto de métodos e técnicas apurados que sejam capazes de fazer mais do que uma agricultura de baixo carbono, que resulte numa agricultura positiva em carbono. Visitei propriedades no Brasil que fazem agricultura biodinâmica, orgânica, biológica, sustentável. Mas me encantei de verdade quando fiz uma vivência de dois meses no @sitioagroflorestal. Seguindo este método de perguntas e análises comparativas, eu entendi que a agrofloresta é a agricultura mais adequada dos trópicos, principalmente nos países latinos, pois é uma agricultura que quanto mais intensiva é sua produção de alimentos, mais é capaz de regenerar a natureza, mais oportunidade de emprego e renda, mais resfria o clima, mais aumenta a biodiversidade, e mais valoriza a agricultura familiar. Como diz nosso professor @namastemesserchmitt “a dinâmica do bio dos trópicos é a agrofloresta”.

Saiba mais:

“O que se entende por agricultura sustentável?” do Dr Eduardo Mazzaferro Ehrler. 

Diferenças entre agricultura sintrópica e orgânica por Ernst Götsch.

Mariana Telles Rocha
Mariana Telles Rocha
CEO at @caninana.agr Cofounder at @plantechuva
Blog